Autor: Tânia Rampi

Documentário de 2014, de Maite Alberti – Chile – 1h09min

 

Um documentário que nos faz rir, chorar e refletir, sobre como envelhecer.

O mais interessante é prestar atenção na reflexão dessas senhoras que, uma vez por mês, religiosamente, há 60 anos, esse um grupo de velhas amigas se reencontra, sem se perder de vista desde o final da escola secundária, num colégio católico. O tempo, que inevitavelmente passa, e transformou suas fisionomias e histórias pessoais, parece infiltrar-se com delicadeza entre a passagem de xícaras de chá, pedaços de bolo e outros quitutes. Ainda que tenham vivido por tempos de duras transformações históricas e políticas no Chile, essas turbulências parecem nunca vir à mesa, ou abalar sua amizade. Suas conversas giram em torno do passado, mas também incorporam discussões eternas sobre a fidelidade dos homens e a mudança dos costumes.

A fotografia e o enredo do documentário é diferente do trivial, pois é como se houvesse uma câmera escondida, grava sem elas perceberem e os recortes sobre suas expressões enquanto outra fala são no mínimo engraçadas. Muitos temas modernos trazidos no momento do chá mas com a percepção e opiniões de quem viveu em outra época, como casamento, homossexualidade, noite de núpcias, relacionamento, traição, machismo e como lidam com a velhice e a morte.

O documentário vem em capítulos que começam com a foto delas a cada ano que passa. Logo a preparação dos encontros, cada vez em uma das casas, o making off do preparo dos bolos, tortas, sanduíches e mesas postas é de forma elegante e colorida, com louças clássicas de um chá da tarde. Logo no início do encontro, aparece o chá sendo preparado, em folhas soltas, saquinhos, e tem até a blooming tea flower em dos capítulos, o que é inusitado por ser tão especifica essa forma de servir, pois é uma flor costurada com chá que desabrocha ao ser infusionada. O chá normalmente parece ser o preto, com frutas, pois harmoniza com tantas tortas com frutas vermelhas e recheios, sempre tem sucos de frutas e os quitutes são esteticamente lindos de olhar e parecem deliciosos. Um chá inglês à moda “chilena”.

A fotografia é impecável nos detalhes. Ao final do encontro servem um licor alcoólico sempre. E para encerrar, há sempre uma nova sugestão de passeio aos arredores do Chile em grupo, então juntam um pouco de dinheiro cada uma para fechar o pacote.

Em cada novo encontro, há a ausência de alguma participante, ou porque faleceu ou por motivos de doença. Elas leem poesias, cartas amarelas de seus antigos amores, ou uma apresentação de flauta da filha de uma das senhoras que tem uma deficiência. Então, tudo tem um ritual.

O que agrada é a sinceridade, o humor, a transparência de uma falar a outra o que sente e o que pensa. A maioria viúvas já falam de como idealizar o marido e como não seria possível viver sem eles quando se foram, mas que depende de cada uma pela forma de enxergar a viuvez.

É fácil de chorar e de rir, pela originalidade das cenas e das personagens, talvez entender o quanto as amizades, que nem sempre as cultivamos como deveríamos fazem a diferença, já que no final, são elas que nos dão força sem nada nos exigir.

A mesa posta para o chá se torna o pano de fundo para trazer o quanto amizades nos fortalecem, até o momento da despedida.

 

Sobre o título: ” la once”- Curiosidade:

Os chilenos merendam às 11h? Não, eles certamente lancham no período da tarde, mas a expressão “la once” é um costume herdado de antigos operários.

Se alguém te convida para uma “la once” está te convidando para um drink. Os “onze ” em questão não são horas, senão as onze letras da palavra “aguardiente”, bebida que os chilenos levam para a pausa do trabalho. Um código prático para não ser pego no pulo.

 

 

Benefícios do chá

O ritual de consumo dos chás é algo milenar, percorre toda a história da humanidade. Essa tradição se perpetua principalmente por causa dos inúmeros benefícios do chá.

Não importa qual é a estação, quente ou gelado, o chá pode ser parte da sua rotina o ano todo. De uma maneira geral, os principais benefícios do chá estão relacionados à saúde, tanto mental quanto física.

Criar o hábito de tomar uma xícara de chá por dia pode ajudar a melhorar muito a sua qualidade de vida. Corpo e mente podem ser fortalecidos pelos benefícios do chá.

Cada tipo de chá ou infusão tem sua característica e efeito. Os diversos sabores, aromas, combinações e cores atendem a todos os gostos e podem fazer parte da rotina de qualquer pessoa.

O que comumente chamamos de chá é a infusão, a bebida quente que tem como base uma flor, fruto ou erva, ou os blends, as misturas desses elementos. Mas tecnicamente, chá mesmo é a preparação feita a base de Camellia sinensis. São chás reais: chá verde, branco, preto, vermelho (pu erh), azul (oolong) e matcha.

Apesar disso, outras infusões são igualmente poderosas e podem te fazer muito bem.

Benefícios do chá mais comuns

Existe uma xícara de chá para qualquer momento. Os chás podem ser aliados nos combates às dores, ao emagrecimento, a insônia, à gripe.

Existem chás anti-inflamatórios, chás para o sistema imunológico, para proteger o coração. Chás para aquecer o dia, chás para refrescar. Para acompanhar um bom livro. Benefícios do chá

Há quem diga que os chás são capazes, inclusive, de te ajudar a viver mais. O que faz muito sentido, afinal de contas, vários chás são antioxidantes. Isso significa que neutralizam moléculas do nosso corpo que nos envelhecem.

Uma vida mais longa por uma xícara de chá, já pensou? Seria esse um dos principais benefícios do chá?

Talvez sim, mas esses são benefícios mais comuns, que você lê por ai, que todo mundo conta, os benefícios do chá que estão escondidos por trás do ritual são outros:

Outros benefícios do chá

Além dos benefícios associados às funcionalidades dos chás, por aqui gostamos de pensar no ritual do chá também como um momento tanto de autocuidado quanto de diversão.

Seu ritual do chá pode ser um momento de paz, sossego e tranquilidade. Preparar um ambiente gostoso, acender uma vela, colocar uma música boa, aquecer a água, escolher seu blend…

1. Conecte-se consigo

Você pode criar o hábito de tomar uma xicara de chá quentinha sozinho, em seu momento de pausa. Os principais benefícios do chá, quando se está só, vão ao encontro do mindfulness, a prática da atenção plena ao presente.

Nesse caso, o chá funciona como um pretexto para colocar em prática as pequenas ações que realinham nossas energias, nos permitem exercitar nossa mente de maneira livre.

benefícios do chá

Aprecie o calor da xicara em suas mãos. Respire o vapor leve que se levanta. Sinta o aroma da infusão. Perceba os sabores. Contemple o momento, sem pressa. Esvazie sua mente. Transforme o ambiente no seu templo. Inspire-se.

A calma desse momento de autocuidado é o que vai te transmitir paz e leveza. Os benefícios do chá estão nas sensações que ele te traz, na experiência.

Além disso, alguns chás têm propriedades relaxantes, ajudando a equilibrar sua mente. Eles combinam perfeitamente com essa proposta de autocuidado.

Harmonizam bem com esse momento chás a base de camomila, lavanda, tisana de frutas, pétalas de rosas e calêndula.

2. Divida o momento

Há séculos, um dos benefícios do chá é reunir pessoas. É um pretexto para estarem juntas, em um momento descontraído. O seu ritual do chá pode ser dividido com alguém que você ama, proporcionando uma boa conversa.

O chá pode ser algo que você inclui na sua rotina para encontrar uma amiga, para retomar uma relação, para cultivar um laço familiar. Durante esse momento, pratique a escuta atenta e empática ou compartilhe as novidades sobre você.

Cuidar das relações, assim como tomar chá, libera ocitocina, um hormônio que tem efeito calmante. É um bom hábito, que pode estar associado ao seu ritual do chá.

Nos últimos tempos, estamos sempre ocupados, nunca temos tempo para nada e para ninguém. Por isso, estabelecer um momento especial para estar com quem se ama pode ser a saída para encontrar esse tempo de felicidade.

Quando foi a última vez que você convidou alguém para um chá? Uma boa conversa pode ser acompanhada do nosso Chá Preto Autoral – Brasilidades. Um blend de sabor adocicado pela manga e as rosas, com aroma de mel, chocolate e flores.

3. Energize-se

Apesar da boa e velha tradição que associa o chá às nossas queridas avós na varanda nas calmas tardes de outono, os chás também podem ser alegres, festivos, divertidos e energizantes.

Os benefícios do chá em um dia quente de verão ao ar livre demonstram sua versatilidade. Se você é uma pessoa mais agitada ou prefere bebidas geladas, saiba que os chás são ótimos para drinks.

Além disso, muitos chás apresentam um alto teor de cafeína, como o chá preto e o chá verde. São ótimos para aumentar a energia e a concentração, podendo facilmente substituir o café.

Algumas composições bem interessantes para aumentar a energia são:

  • limão, hortelã e chá verde
  • chá preto e suco de maça
  • mate e limão (um clássico do sul)
  • chá de limão com ameixas e alecrim.
  • chá branco com cubos gelados de framboesa

Você pode aproveitar essas receitas para dar um up no seu dia, para variar as bebidas durante um passeio, na piscina ou mesmo na praia.

Os chás gelados podem ser servidos também em harmonização com a comida.

A versatilidade dos chás é enorme, assim como os seus benefícios. São varias opções e sabores deliciosos para experimentar.

Se você quer conhecer mais sobre os chás, seus benefícios e sensações, aposte em um kit degustação e se delicie com uma variedade de blends, delicadamente selecionados e harmonizados para você.

 

Chá verde

O chá verde é uma bebida feita a partir da folha de Camellia sinensis, rica em compostos fenólicos que atuam como antioxidantes e nutrientes que proporcionam diversos benefícios à saúde, incluindo a prevenção e o tratamento de diversas doenças.

A presença de flavonóides e catequinas garante as propriedades do chá verde , como antioxidante, anti mutagênico, antidiabético, anti inflamatório, antibacteriano e antiviral, além de ação preventiva do câncer.

Este chá pode ser encontrado na forma de pó solúvel, cápsulas ou saquinhos de chá, podendo ser adquirido em supermercados, lojas on-line ou em produtos naturais.

Quais são os benefícios do chá verde?

Assim como outros tipos de chá como o chá branco, chá preto que também são derivados da planta Camellia Sinensis. Ele possui diversos benefícios para aqueles que consomem seu líquido com certa regularidade. Vamos acompanhar alguns deles?

Como o chá verde vem das folhas da Camellia Sinensis, ele acaba tendo uma grande quantidade de polifenóis que acabam reduzindo o risco de câncer e possíveis inflamações no consumidor.

Além disso, quase que 30% de toda composição em polifenóis ajuda na antioxidação natural e na prevenção de danos às células. E o impacto é tão positivo para o corpo que o EGCG que é um composto presente nesse tipo de chá, está sendo estudado e usado como base para tratamento de diversas doenças.

Chá verde1.Função Cerebral

Como possui princípio ativo de cafeína, este tipo de chá mantém a pessoa acordada por mais tempo e ao mesmo tempo estimula a função cerebral, sem agitação ou ansiedade. E ainda por cima, combate a ansiedade e aumenta os níveis de dopamina, conhecida como o hormônio da felicidade.

2. Desempenho Físico e Emagrecimento

O chá verde possui relação direta com a queima de gordura e metabolismo acelerado. Já que estudos comprovam que ele aumenta em até 4% o gasto de energia e a oxidação da gordura em até 17%.

3. Doenças como Câncer

Não podemos fechar os olhos para algo tão importante, esta infusão de chás proporciona uma prevenção para esta doença. Visto que o câncer é a causa do crescimento descontrolado das células, principalmente se forem causadas pelo dano oxidativo.

Estudos feitos com o chá verde mostram que nos homens que consumiam regularmente a bebida tiveram cerca de 48% menos chance de desenvolver câncer de próstata e nas mulheres, cerca de 20 a 30% menos risco de câncer de mama.

Uma dica importante aqui é não adicionar leite ao seu chá, porque conforme estudos mostram isso diminuir a quantidade de antioxidantes na bebida.

4. Diabetes Tipo 2

O diabetes tipo 2 está associado a níveis elevados de açúcar no sangue devido à resistência à insulina ou à incapacidade do corpo de produzir insulina.

Um estudo descobriu que o chá verde melhora a sensibilidade à insulina e reduz o açúcar no sangue. Outro estudo descobriu que pessoas que bebiam chá verde tinham um risco 42% menor de desenvolver diabetes tipo 2.

Um terceiro estudo descobriu que o chá verde evitou a perda significativa de albumina em diabéticos e pode ser usado como um aliado no tratamento de doenças renais relacionadas ao diabetes.

5. Alzheimer

A doença de Alzheimer é uma doença neurodegenerativa crônica mais comum em idosos e leva à demência. Em segundo lugar está a doença de Parkinson, que está associada à morte de neurônios produtores de dopamina no cérebro.

Vários estudos mostraram que as componentes do chá verde têm um efeito protetor nos neurônios animais, sugerindo uma redução potencial do risco de Alzheimer e Parkinson em humanos.

6. Coração

Devido às suas propriedades antioxidantes, este chá ajuda a regular os níveis de colesterol, especialmente o colesterol ruim, o LDL. Além disso, previne a formação de coágulos sanguíneos e reduz o risco de formação de coágulos e, consequentemente, de ataques cardíacos e derrames.

7. Envelhecimento Precoce

O chá verde contém um grande número de antioxidantes que previnem o envelhecimento celular, combatendo os radicais livres, mantendo a pele hidratada e saudável e prevenindo as rugas.

8. Resistência aos esportes

Segundo alguns estudos, o consumo regular de chá verde melhora a prática de exercícios, além de estimular o corpo a usar a gordura para obter energia e aumentar o gasto calórico.

Preparo do seu chá verde

Você pode fazer a infusão de chás para sua bebida combinando com algumas folhas de menta e limão ou mesmo sozinho. Quando adicionamos outras folhas, isso faz com que o gosto amargo dele seja mascarado, o que ajuda no paladar.

Aqueles que gostam de perder peso e ao mesmo tempo trabalhar e fortalecer o sistema imune, uma pedida é adicionar limão.

Ingredientes:

  • Suco de meio limão;
  • 1 xícara de água;
  • 1 colher de chá, do chá verde.

Chá verdeComo preparar:

Nas folhas verdes, adicione água quente e deixe descansar por cerca de 10 minutos. Depois apenas coe e adicione o suco de limão e pode beber.

Como tomar:

O ideal é ser consumido de 3 a 4 xícaras diárias, principalmente entre as refeições, já que ele diminui o cálcio e o ferro que é absorvido pelo corpo. Durante o período de amamentação ainda é aconselhável que não seja ingerido mais de 1 a 2 xícaras diárias do chá verde.

Contraindicações

Não é recomendado a ingestão da bebida para pessoas que tenham problemas na tireóide, já que existem estudos que afirmam que o chá pode alterar o funcionamento da glândula. Quem sofrer de insônia, também é recomendado não ingerir já que devido a cafeína pode interferir mais ainda no sono.

Gostou do conteúdo? Inscreva-se para receber nossos tutoriais semanais sobre chás.

diferença entre chá e infusão

Um blend de chás é uma combinação de sabores e texturas. Um blend pode ser muito mais saboroso do que apenas um chá puro, uma infusão de um único elemento.

O que é um blend de chás por definição?

Blend por definição é uma palavra de origem inglesa, sua tradução literal significa mistura. Um blend de chás é uma mistura de dois ou mais ingredientes para criar uma infusão de chá.

Ou seja, quando usamos mais de um elemento para fazer nosso chá, estamos misturando e, portanto, fazendo um blend de chá. Essa infusão pode ser criada tanto com raízes, folhas, caules, flores, frutas e até mesmo especiarias e óleos essenciais. Não existe limite para criatividade e combinações possíveis.

Claro que existem blend de chás que são mais clássicos e mais comuns de se achar. Por exemplo, chá preto com óleo de bergamota e chá verde com menta.

Quem é o Tea Blender?

O Tea Blender é um profissional qualificado para criação de blends. Ele tem a capacidade de criar uma arquitetura harmoniosa entre textura e sabor com diferentes ingredientes.

Como ele é um especialista, cabe a ele com seu conhecimento técnico entender sobre os principais tipos de chá de cada região e conhecer seus perfis sensoriais e compreender seus ingredientes.

Claro que para ser um especialista em blend de chás, é necessário estar em constante aprendizado, explorando novas opções, temas e combinações. Criar suas próprias linhas de chá também faz parte das tarefas deste profissional.

Como é o processo de criação de um blend de chás?

Bom, não é uma tarefa simples criar blend de chás. Não é só misturar ingredientes, é mais do que isso. É trabalhar um ingrediente descobrindo novas abordagens e possibilidades, trazer um elemento novo para equação que possa ser explorado.

E claro, existem os blends que possuem propósitos específicos como fortalecer o sistema imunológico ou trabalhar propriedades relaxantes no organismo do consumidor e por aí vai.

Seleção de Ingredientes

É considerada uma das etapas fundamentais, pois é daqui que vem a matéria prima base para a qualidade do blend, com sabor característico e notas aromáticas.

Para definir se um ingrediente é de boa qualidade para um blend de chás, é importante observar o tamanho, integridade das flores, frutas, folhas ou ervas e especiarias. E portanto, não é incomum que um profissional de blends tenha mais de um fornecedor na região.

Testes

Depois de ter os ingredientes corretos e entendê-los como perfil, vem a parte do teste. Aqui é testado cada parte do blend, se os ingredientes na parte não entrem em conflito entre si, se há harmonia sensorial entre gostos e cheiros, se algum se sobressai ou se sobrepõe a outro e se será necessário outros tipos de análises.

Por isso, não é incomum que até chegar no blend de chás ideal várias mudanças ocorram no meio do caminho para atingir o objetivo.

Quantidade

E claro é necessário balancear a quantidade em gramas de cada ingrediente, para que se tenha o equilíbrio em cada elemento. Aqui o ponto não é ter a quantidade exata de cada um, mas sim diferentes entre si para se harmonizarem e buscarem o objetivo inicial.

A arte de criação de chás não é na precisão quase cirúrgica, às vezes é apenas na essência o equilíbrio. Por isso, o processo é completo e longo e exige profissionais capacitados.

Conclusão

O que podemos concluir com este conteúdo, que a criação de um blend de chás vai muito mais além do que misturar qualquer ingrediente em uma xícara, por exemplo. Requer estudo e conhecimento amplo sobre matéria prima e ingrediente.

Sabe explorar ao máximo o que cada coisa pode trazer para a infusão, é saber que as quantidades não precisam ser únicas e iguais e podem ter variações entre si. Além de contar com um profissional especializado somente nisso, que é capaz de extrair o melhor de cada aspecto do preparo.

É sabido que muitos blend de chás tem objetivos medicinais para a saúde do organismo, outros que trazem ensinamentos medicinais de ciências orientais para trazer o equilíbrio e bem estar para quem os consome.

Beber um chá hoje não é mais só ingerir um líquido, é um passo para uma boa qualidade de vida. Nós da Tea Road temos blend de chás baseados na ciência Ayurveda. Trazendo chás com propriedades curativas para nossos consumidores, para ampliar a sensação de relaxamento e bem-estar e ainda limpando o organismo de dentro para fora.

Trabalhando as funções diuréticas, auxiliando na digestão e limpeza do sangue.

Acalmar a mente e destralhar a mente

Destralhar a mente nos permite fugir dos efeitos negativos dos excessos e nos incentiva a liberar espaço para aquilo que é relevante.

Acumulamos, diariamente, uma infinidade de informações inúteis ou desimportantes. Toda essa tralha pode gerar distrações, ansiedades e confusão mental.

O que é destralhar a mente?

Alinhado ao minimalismo, o conceito de destralhar a mente refere-se ao ato de livrar-se daquilo que não é útil ou necessário.

Quantas vezes você já se pegou refletindo sobre assuntos que pouquíssimo te importam? Perdeu o foco e se viu em meio a um emaranhado de ideias aleatórias, devaneios?

Chá acalmar a mente De repente, você se percebe pensando sobre o gato da vizinha e nem sequer sabe como seus pensamentos chegaram até ali. Enquanto isso, uma lista de e-mails está esperando respostas, sua planta está morrendo de sede e você esqueceu o seu chá na cozinha esfriando.

Sua mente viaja e você se sente frustrado e ansioso por não finalizar as tarefas planejadas.

Destralhar a mente é diferente de esvaziá-la ou de acalmar os pensamentos. Destralhar significa manter somente o que é importante. Não vá se livrar de tudo, ok?

As tralhas são apenas as distrações que nos afastam de nossos objetivos e metas, complicando nossas vidas. O escritor canadense Robin Sharma argumenta que:

“O melhor modo de simplificar sua vida é destralhar sua mente”

Para te ajudar nesse processo de destralhar a mente, descrevemos dois hábitos essenciais para destralhar sua mente.

 

Como destralhar a mente?

Duas dicas essenciais para destralhar a mente, acalmar seus pensamentos, ter mais concentração e viver melhor:

Dê significado às suas escolhas

Escolha com cuidado o que realmente importa, observando quais valores são fundamentais para você. Com base nisso, você será capaz de definir necessidades, afetos e visões de mundo com as quais se identifica ou não.

Para tanto, é muito importante conhecer a si mesmo. É imprescindível relembrar suas raízes, se orgulhar de suas trajetórias e reconhecer as transformações pelas quais passou ao longo de sua história.

Ancore-se em sua melhor versão, utilize-a como bússola para imaginar futuros possíveis, atenha-se aos seus planos e foque em seus objetivos de vida.

Assim, é possível avaliar o quê ou quem contribui para sua felicidade e bem-estar. Apenas esses serão merecedores de sua concentração.

Ao invés de acumular pessoas e coisas que geram informações desnecessárias, resuma-se ao essencial. Nas palavras do arquiteto Ludwig Mies van der Rohe:

menos é mais!

Quando conhecemos o que é importante para nós, dedicamos nosso tempo e energia somente ao que harmoniza com nossos valores e ideais.

Essa clareza nos proporciona equilíbrio, leveza e simplicidade. Você não apenas se livra e evita o que é negativo e desnecessário, também se depura.

Agregar significado às suas escolhas de vida tem um efeito libertador e calmante para sua mente.

Filtrar os pensamentos

Esse parece o mais óbvio, certo? Sim, eu sei!

Mas não é fácil tomar as rédeas da nossa imaginação. Nossa mente passeia e, quando nos damos conta, estamos pensando no aquecimento global, naquela briga de semana passada com o namorado, no fim da pandemia…

O que essas coisas têm em comum? Não podemos controla-las ou muda-las! Filtrar e controlar nossa mente é sobre isso, tentar se ater apenas àquilo que está ao nosso alcance ou nos compete.

A qualidade dos conteúdos que você consome

Consumimos uma imensidão de conteúdo que nada agrega para o nosso desenvolvimento pessoal ou sobre o qual nada podemos fazer.

destralhar a mente ; acalmar a menteNão devemos nos alienar e deixar de consumir informações sobre o que acontece no mundo ou a nossa volta, mas podemos fazer isso com equilíbrio e moderação. Do contrário, somos tomados pelo medo, angústia e indignação, sobretudo, nos dias de hoje.

Escolha suas batalhas

Vivemos uma crise mundial e uma pandemia, sem data para terminar. A vida está cheia dos nossos “probleminhas” pessoais, das nossas questões particulares e de “problemões” de escala global, a qualidade do ar, por exemplo.

Nesse sentido, é importante cultivar a empatia por si mesmo e medir o quanto somos afetados pela infinidade de informações que circula rápida e intensamente, em tempos digitais.

Questione-se: Isso me importa? Está ao meu alcance? Você pode se sensibilizar com um problema de um amigo, oferecer-lhe carinho e conforto, mas, caso você não possa literalmente resolver, limite seus pensamentos sobre o assunto.

Você pode, ainda, se preocupar com o aquecimento global. E, por isso, reciclar seu lixo, economizar água e ensinar seus filhos sobre responsabilidade ambiental, mas é inútil passar seus dias refletindo a cerca de cada centímetro de calota polar que se desfaz.

Destralhar seus pensamentos é o melhor caminho para uma vida mais leve, fluida e descomplicada!

aumentar a produtividade

 

Muito se fala sobre o aumentar a produtividade. Há uma imperatividade por produção sem fim. É necessário que sejamos produtivos no mínimo de tempo (im) possível. Difícil, não é?!

A conta parece não fechar: como produzir mais em menos tempo? Não existe uma fórmula mágica, mas podemos pensar em modos para produzir melhor e otimizar nosso tempo.

Produtividade otimizada: Quantidade ou qualidade?

Quando buscamos dissociar a produção e o tempo de fatores quantitativos, olhamos menos para os números e mais para a qualidade. Aumentar a produtividade é produzir melhor e não produzir muito.

Alguns rituais tornam o trabalho mais prazeroso, leve e confortável. Direcionar nossa energia para determinadas atividades, em momentos certos, pode influenciar todo o nosso dia e potencializar nossa capacidade criativa e produtiva.

Nesse texto, apresentamos 4 rituais que podem te ajudar a ter um bom dia de trabalho e aumentar a produtividade.

4 Rituais para aumentar a produtividade

 

Vamos começar pelo silêncio. Pode parecer contraprodutivo ficar em silêncio, mas ajuda. Te garanto!

O silêncio

Você consegue ficar confortável em silêncio? Conseguir ficar em silêncio é muito importante para o desenvolvimento do nosso processo produtivo.

Ficar em silêncio, de verdade, é diferente de ficar quieto. Ficar em silêncio não significa não vocalizar nada, e sim, não se comunicar. Não receber informações ou estímulos e, também, não os produzir.

Se você não está lendo, digitando, assistindo, ouvindo ou consumindo conteúdo, sua mente cria. Isso acontece porque sua mente tem tempo para processar e absorver as informações que você recebe e transformá-las em algo novo.

Se você só acumula conteúdo, consumindo ininterruptamente, em alguma medida, ele se perde e não é aproveitado. Que tal tomar um chá enquanto você fica completamente em silêncio por alguns minutos?

O essencialismo

Você escolhe com cuidado as atividades que vai realizar no dia ou apenas vive o momento? Se você é do time que determina criteriosamente em que investir seu tempo, você pode ser um essencialista.

Aproveitar bem o tempo e a energia, dedicando-os às metas e prioridades é uma estratégia muito eficiente para produzir melhor.

Aumentar a produtividade

Cada pequena atividade do dia finalizada mostra que você está mais perto de cumprir sua meta, entregar um trabalho ou finalizar uma demanda, causando uma sensação de vitória, satisfação e bem-estar.

Dar “check” ou riscar obrigações de listas tornam o processo produtivo confortável e mais assertivo. Organizar seu tempo em micro tarefas e delinear atividades específicas para cada momento do seu dia pode ser um ritual rápido e bem simples.

Você pode fazer à mão ou aproveitar aplicativos para se organizar, como o Microsoft To Do.

As pausas

Você almoça na frente do computador? Responde mensagens de trabalho enquanto entre uma garfada e outra? Se você faz isso, precisa conhecer o maravilhoso mundo das pausas.

Aumentar a produtividade com chá

Pausas são autocuidado. São uma atenção que você dá para o seu corpo quando não está trabalhando. O que acontece se você não pausa a produtividade para olhar para si?

Se você não para, então, seu corpo para você. É assim que chegamos ao meio da tarde com aquelas dores de cabeça sem explicação, que fazem nossa produtividade ir caindo e diminuem nosso tempo de trabalho com qualidade.

Se você divide o seu dia em blocos de tempo, entre eles estão as pausas. Aproveite para se olhar no espelho, se alongar, respirar fundo algumas vezes e tomar um chá!

É nessa hora que você descarrega, se livra de todo o estresse do trabalho e se recarrega.

A experiência

Quantas horas por dia você passa trabalhando? Oito? Dez? Lojas de colchão costumam dizer que passamos um terço (1/3) da vida deitados em nossas camas e isso os ajuda a vender. Já pensou que você passa também um terço (1/3) ou mais da sua existência trabalhando?

Em tempos de home office improvisado no isolamento social, isso pode significar trabalhar na cama ou no sofá com o notebook no colo, sentar-se à mesa de jantar, andar pela casa falando ao telefone, certo?

Assim como dormir, trabalhar também precisa ser uma experiência positiva, confortável e tranquila. Então, crie um ritual de trabalho que inclua: um lugar confortável e ergonômico, uma iluminação adequada, distrações bloqueadas e uma musiquinha ambiente ou silêncio, se você preferir.

Crie um clima para que você possa se apaixonar pelo processo produtivo, já que ele é uma parte considerável da sua vida. Nesse contexto, cabe citar o escritor Eric Thomas:

Apaixone-se pelo processo e os resultados virão.

Esses são apenas alguns rituais que podem tornar seu dia mais leve. Seu dia pode ficar ainda mais gostoso com um chá Tea Road! Vem conhecer!